CLIQUE PARA OUVIR
Agora ao Vivo
MUSICA E INFORMAÇÃO
BAIXE NOSSO APLICATIVO:

Coluna Escrito nas Estrelas: Temperaturas extremas no Brasil e no mundo: quando irão levar a sério?

Repórter Jota Anderson
schedule sábado, 25/11/2023 as 07:58

Já tem uma semana que não se fala de outra coisa: as temperaturas extremas que vem fazendo nos últimos dias e o descaso que empresas de shows e festivais vem tratando em relação ao assunto.

O descaso foi tão grande que uma pessoa veio a óbito, num show da cantora Taylor Swift, no Rio de Janeiro, devido ao forte calor. A empresa que abrigava o show, tinha vendedores que vendiam garrafas de água a R$8 reais,  segundo as fontes, quando as temperaturas chegavam a 50° naquele dia.

Na minha mais profunda lucidez, penso: essa morte não podia ter sido evitada? As garrafas de água e a casa de show, que neste dia tinha ciência da temperatura extrema que vinha fazendo, não poderia ter se preparado melhor dando condições melhores para o público?

Eu penso que sim. Mas, infelizmente parece que boa parte dos governantes e da população em geral parece ainda estar levando o assunto das mudanças climáticas com uma teoria e não como uma realidade. O que pode-se fazer em relação a isso? Primeiramente abrindo os olhos e reconhecendo a realidade. As temperaturas extremas estão cada vez mais fazendo parte do nossos dias e teremos que estar preparados para elas dentro e fora de casa e nos lugares que frequentamos.

O caso da moça que faleceu no show da Taylor Swift foi, infelizmente, um caso que veio como um alerta para que todos em geral estejam preparados pelo que vem pela frente e não apenas deixe como um caso isolado, esquecido como mais um óbito qualquer. Essas temperaturas extremas podem causar danos muito maiores, tais como esse, se não tivermos um estado, um país e governantes que levem essa realidade a sério, dando condições melhores para a população, distribuindo águas gratuitamente nos eventos, lugares a céu aberto com coberturas e com preços mais acessíveis para alimentação.

Você pode estar pensando: isso não é o mínimo? Sim, é o mínimo de dignidade e respeito mas enquanto não tratar o assunto como realidade, continuará acontecendo mais tragédias como essas.

Sobrou até para a própria cantora Taylor Swift, que ainda está de passagem pelo Brasil. A internet a pressionou para dar esclarecimentos ao público, quando na verdade o foco são os governantes do estado e o CEO da empresa, que tardiamente fez seu depoimento pedindo desculpas, mas já é tarde, a falta de tato está explícita em seu depoimento lido de forma robótica.

 

Até quando temperaturas extremas serão vistas como uma realidade? Abram os olhos.

Compartilhe:
Facebook Twitter Whatsapp

Notícias + Acessadas